Narcóticos Anônimos alertam para a dependência química

Redação Por: Redação

Cidades Diversas

184 Visualizações

Publicado em 13/02/2018 09:06h

Narcóticos Anônimos alertam para a dependência química

A Sociedade Narcóticos Anônimos de Marabá realizou neste final de semana panfletagem para divulgar o trabalho que os três grupos existentes na cidade vem desenvolvendo no combate ao vício e à dependência química. Com reuniões de segunda a sábado, a entidade recebe homens e mulheres para quem as drogas se tornaram um problema de difícil solução.

Identificada pelo nome fictício, Rose é adicta (pessoa em tratamento) há vários anos e diz que só existe um pré-requisito para ser membro do NA: o desejo de parar de usar. “Temos a finalidade de levar uma mensagem de esperança para quem ainda sofre, ou seja, dependente que tem problemas e que não sabem como parar”, afirma ela.

Rose diz ainda que qualquer pessoa pode juntar-se ao grupo, independente da idade, situação financeira, raça, orientação sexual, crença ou religião. “Nosso lema é ‘só por hoje’ e ‘um dia de cada vez’. O adicto precisa querer e ter a boa vontade de chegar até a gente, vamos acolher esse companheiro que tem dificuldade de se manter limpo sozinho”, explica Rose.

O mais antigo dos três grupos que atuam como Narcóticos Anônimos em Marabá, o São Francisco, completou 16 anos de criação.

 

Onde encontrar

Grupo São Francisco

Anexo a Igreja São Francisco – Cidade Nova

Reuniões: Segunda/Quarta/Sexta – Às 19:30h

Grupo Mente Aberta

Escola M. José Mendonça Virgulino – Marabá Pioneira

Reuniões: Quinta às 19:30h / Sábado às 17h

Grupo Independência ou Morte

Anexo a Igreja São Pedro – Liberdade

Reuniões: Terça-feira às 19:30h

Linha de Ajuda

(94) 99179-6116

 

(Ana Bortoletto)

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia: