Manifestação pede justiça por jovem morta em acidente

Redação Por: Redação

Polícia Destaques

1523 Visualizações

Publicado em 10/10/2017 08:46h

Manifestação pede justiça por jovem morta em acidente

“Justiça! Andressa, mais uma vítima do mesmo infrator”. A frase escrita em uma faixa conduzida por amigos da jovem Andressa Costa Fonseca, morta em decorrência de ferimentos graves causados por um acidente de trânsito na madrugada do dia 7 de setembro, na principal via pública da cidade de Jacundá, pede justiça para o caso. Luís Henrique Alves Cunha, 21 anos, acusado pelo fatídico acidente, estaria internado num hospital de Belém. A família mantém silêncio sobre seu paradeiro.

A manifestação pacífica, marcando um mês do ocorrido, organizada por amigos e familiares da garota percorreu as principais ruas da cidade de Jacundá na noite de sábado, 7, com vários cartazes e faixas com frases pedindo justiça. A página “Justiça Pela Andressa Fonseca, no Facebook, traz a seguinte mensagem: “Esse rapaz por nome Luiz Henrique Alves Gomes foi quem acidentou e tirou a vida dessa moça tão cheia de sonhos e de amor no coração. Você destruiu minha vida Luiz Henrique. Vou gritar a quem estiver disposto a me ouvir vou clamar por justiça desde do trágico dia da perda da minha filha. Não tenho mais vida e você, sua consciência, já que se fez três vítimas”, desabafou e Varlleis Fonseca, pai da garota.

Luís Henrique Alves Cunha pilotava uma moto Tornado na noite do acidente. Ele e um amigo são acusados de praticar “racha” pela Avenida Cristo quando Henrique atropelou Andressa, que estava numa moto Pop. Suspeito de estar embriagado, o rapaz foi conduzido para o Hospital Municipal, onde um médio plantonista atestou a embriaguez.

Com o impacto, Andressa sofreu traumatismo craniano, lesão exposta nas costas e fratura de uma clavícula, ela foi transferida para o Hospital Regional de Tucuruí, onde não resistiu aos graves ferimentos e faleceu no dia 28 de setembro.

O delegado Sérgio Máximo autuou Luiz Henrique em flagrante pelos crimes de alcoolemia e lesão corporal grave. O rapaz foi preso enquanto era atendido no Hospital Regional de Tucuruí, mas acabou solto por determinação da Justiça de Jacundá. Nesta segunda-feira (9), Sérgio explicou à reportagem que informou à Justiça que a garota faleceu em decorrência dos ferimentos causados pelo acidente. (Antonio Barroso – free-lancer)

 Foto: Giro87

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia: