Aulas recomeçam em janeiro

Redação Por: Redação

Cidades Diversas

2706 Visualizações

Publicado em 09/01/2018 09:40h

Aulas recomeçam em janeiro

Após um ano letivo repleto de greves e paralisações, que acabaram interferindo no calendário letivo de 2017, a Secretaria Municipal de Educação de Marabá traçou um plano para tentar ajustar o cronograma de 2018. As aulas nas escolas municipais, por exemplo, estão marcadas para iniciar já neste mês de janeiro – dia 22 na zona rural e dia 30 na área urbana. De acordo com o titular da Semed, Luciano Lopes Dias, as rematrículas aconteceram entre 29 de dezembro e 4 de janeiro para os alunos regulares.

Já quem ficou para recuperação, poderá fazer a matrícula entre 11 e 12 deste mês nas escolas da zona rural, e entre 16 e 18, nas unidades situadas nos núcleos urbanos da cidade. Já os alunos novatos devem procurar os colégios do campo entre 15 a 16 de janeiro, e da cidade entre 22 e 23 deste mês. Esse planejamento foi montado, segundo o secretário, para que o ano letivo de 2018 se encerre no início do mês de dezembro.

“Nós temos uma procura muito grande de vagas em algumas escolas. Por exemplo, na João Anastácio de Queiroz, Anísio Teixeira, Acy Barros e nas creches de um modo geral”, confirmou, dizendo que a gestão pretende transferir as unidades educacionais que estão em locais alugados para prédios da prefeitura. Segundo ele, a rede tem atualmente 54.900 alunos, sendo 41 mil da zona urbana e mais de 13 mil no campo.

Orçamento

Questionado pelo CORREIO sobre o orçamento destinado à Educação de Marabá este ano, ele alegou que ainda não foi aprovado. “Mas nós temos uma programação de que em 2018, a gente consiga realizar muito mais do que em 2017, principalmente, em temos de infraestrutura, tendo em vista que o ano passado foi de mais ajustes”, observou, acrescentando que a previsão é de finalizar obras inacabadas e iniciar a construção de novas escolas.

Além disso, garantiu que a Escola Municipal Cristo Rei, localizada no Bairro Jardim União, já está finalizada e será inaugurada este ano. “Nós recebemos ela com a obra parada desde 2008 e já concluímos. Estamos esperando só terminar a infraestrutura das vias que circundam a escola para entregar à comunidade”, declarou. Questionado sobre a situação da Escola Municipal Felipa Serrão Botelho, na Folha 11, ele declarou que ela será finalizada, porém que não será direcionada aos estudantes. “Aquela obra, a gente fez uma conversão”.

Conforme explicou, o prédio será usado, quando pronto, como um Centro de Formação Continuada de Professores, já que a secretaria ainda não tem um local para isso. Quanto ao transporte escolar, o secretário informou que o município possui 25 ônibus próprios e outros 76 alugados, gerenciados por três empresas contratadas. “Porém, existe a possibilidade de aquisição de mais três carros para manter na reserva, caso ocorra alguma eventualidade”, frisou. 

Saiba Mais – Os pais devem procurar as secretarias das escolas nos turnos da manhã e da tarde com documentos pessoais dos estudantes para realizar a matrícula e, em caso de transferência, com a declaração da instituição educacional em que a criança estudou anteriormente.

(Nathália Viegas com informações de Josseli Carvalho)

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia: