ALERTA DE IMAGENS FORTES

ALICERCE
TH SISTEMAS
FUTURO MELHOR REDACAO
FUTURO MELHOR POSTAGEM
FUTURO POSTAGEM KIDS

O Departamento de Homicídios da Polícia Civil acabou de liberar as imagens do assassinato do professor Ederson Costa dos Santos, de 28 anos, na madrugada do último sábado (4), após uma discussão de trânsito no Núcleo Cidade Nova, em Marabá.

Nas imagens, é possível ver os carros do professor e do homicida, que desce acompanhado de uma mulher. Após mais de quatro minutos de discussão, quando a mulher sai da cena, o atirador saca a arma, se aproxima da vítima e efetua os disparos. Ela então se aproxima novamente e os dois saem juntos, aparentando calma.

Em entrevista nesta manhã, o delegado Ivan Pinto, que investiga o caso, afirmou que a divulgação das imagens ao grande público tem como objetivo levar ao reconhecimento da mulher e do homem envolvidos no crime.

“Como são pessoas com fisionomias diferentes do restante da região vai ser fácil chegar aos autores e creio que, se ele está sendo protegido por alguém, essas pessoas, após verem essas imagens, não mais vão querer proteger essas duas pessoas envolvidas no crime de homicídio”.

Ele esclarece, ainda, que a mulher que aparece no vídeo é considerada co-autora do homicídio. “Juntamente com ele, ela participa. Ela presta auxílio e mesmo de forma moral ela presta auxílio. Esperamos que os dois se apresentem e prestem esclarecimentos”.

O delegado acrescentou que a Polícia Civil já sabe que a confusão começou com um acidente de trânsito registrado na Rodovia Transamazônica (BR-230). “A vítima queria fugir da responsabilidade civil de não pagar os danos, mas nada justifica a morte da vítima”.

A Polícia Civil conta, agora, com apoio da população para auxiliar no caso. “Não podemos deixar passar esse crime em branco, mas se a população ajudar vamos coibir esses atos.
Trata-se de um ato banal, a pessoa não conseguiu manter o equilíbrio emocional e veio a tirar a vida de outra pessoa. Ninguém concordará com esse tipo de atitude”, finalizou a autoridade policial.

Quem identificar o atirador ou tiver informações acerca da localização dele deve entrar em contato com o Disque Denúncia Sudeste do Pará, por meio dos números do aplicativo, pelo telefone (94) 3312-3350 ou ainda através do Whatsapp (94) 98198-3350. (Luciana Marschall)

Confira aqui o vídeo completo: https://www.youtube.com/watch?v=1phYqG-9Ieg&feature=youtu.be

Editado às 09h51 para acréscimo da entrevista do delegado.

 

RADIO CORREIO HORIZONTAL
DEPNEUS
ROMANCE FAVORITA
TH SITES HORIZONTAL